Audiência pública em Peritoró discute a reinstalação de Banco do Brasil

Por iniciativa do presidente do  Sindicato dos Produtores Rurais de Peritoró, Severino Moura de Araújo, foi realizada esta semana na Câmara Municipal, com a presença de diversas  autoridades estaduais e municipais. Participaram com destaque,  o presidente da Federação de Agricultura e Pecuária do Estado do Maranhão (Faema), Raimundo Coelho, o prefeito municipal Josias Oliveira, algumas  lideranças políticas regionais, secretários municipais e vários outros representantes de segmentos da sociedade civil  com vistas a discutir a volta do funcionamento  da agência do Banco do Brasil, no município.

Raimundo Coelho foi o intermediador entre o sindicato e o BB, uma vez que antes de participar da reunião, conversou com o  superintendente do BB, Ingo Kobarg Júnior, no sentido de levar até ele, a preocupação dos participantes   em fazer voltar a funcionar a agência do Banco do Brasil.

A reinstalação da sucursal  bancária, tem sido defendida pelo grupo,  desde dezembro passado, quando foi  assaltada por criminosos. A ausência de uma agência na cidade,  tem causado grandes transtornos aos moradores, que para minimizar o problema, utilizam as filiais de Pedreiras  ou de Coroatá, ambas sem estrutura suficiente para atender essa nova demanda, conforme declarou Moura, na reunião.

Segundo Coelho, o superintendente  do BB adiantou, que uma das primeiras medidas tomadas  é enviar uma equipe de engenheiros lotados na instituição,  para definir obras e equipamentos  que reforcem a segurança da agência. Também foi comunicado por intermédio do presidente da Faema, o encontro que reforçará o compromisso do BB com os moradores de Peritoró.

“Nós consideramos  como positivo posicionamento do titular do BB no Maranhão, e esperamos que o dinheiro volte a circular”, ressaltou o titular do sindicato, ao tempo que garante que a medida envolve todos os segmentos da sociedade de Peritoró.

Seja o primeiro a comentar em "Audiência pública em Peritoró discute a reinstalação de Banco do Brasil"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.


*