Cézar Bombeiro defende que a Câmara Municipal ouça o Sindeducação para saber da realidade do Sistema de Educação

0
Comentários

O vereador Cézar Bombeiro, foi à tribuna do legislativo municipal para defender um pedido já encaminhado à presidência da Câmara Municipal pela direção do Sindeducação, em que pede uma audiência com todos os 31 vereadores para fazer uma explanação da realidade do Sistema Municipal de Educação. Registrou que as 22 escolas reformadas e que foram entregues à semana passada com alarde politico, são parte de um total de 54, de um Termo de Ajuste de Conduta  da prefeitura de São Luís com o Ministério Público, que não atendeu nem 50% do que foi acordado. Relatou que a presidente do Sindeducação,  professora Elizabeth Castelo Branco denuncia que mais de 10 escolas ainda não iniciaram o ano letivo de 2017, além de outros sérios problemas, dentre eles estão as condições de trabalho para professores, acomodações dignas para alunos nos estabelecimentos de ensino e a reposição salarial da categoria.

São muitas as denuncias, que apesar da gravidade não são rebatidas pela administração municipal, além de inúmeras outras, que prejudicam dolorosamente crianças e adolescentes  da cidade de São Luís e com absoluta certeza são de origem humilde e que têm os seus direitos constitucionais de acesso a educação, negados. Elas são empurradas ao analfabetismo e ficam a mercê dos leques de violência que dominam as nossas pobres e infelizes comunidades pobres.

O vereador deixou bem claro que como sindicalista é solidário com as categorias, uma vez que apesar das suas lutas serem justas, muitas vezes são deturpadas e até criminalizadas pelo sistema de comunicação atrelado aos interesses políticos. Fez um apelo aos vereadores e ao presidente da casa, vereador Astro de Ogum para a realização da audiência com os diretores do Sindeducação, que pode ser também o inicio de conversações para uma negociação com vistas ao encerramento da greve, naturalmente marcado por compromissos. Ao encerrar as palavras, Cézar Bombeiro voltou a apelar para os princípios democráticos  do vereador Astro de Ogum reiterou a audiência com o Sindeducação.

Seja o primeiro a comentar em "Cézar Bombeiro defende que a Câmara Municipal ouça o Sindeducação para saber da realidade do Sistema de Educação"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.


*