Curso Wellington do Renascença é inundado pela 17ª vez

0
Comentários

O temporal que castigou São Luís expôs novamente a ineficiência da rede de drenagem da cidade. Diversos pontos ficaram alagados, causando danos materiais a milhares de cidadãos, que voltaram a clamar por melhor infraestrutura. Inundada pela 17ª vez desde a sua fundação, a unidade do Curso Wellington do Renascença tornou-se, mais uma vez, o retrato do descaso de sucessivas administrações para com a segurança da população em tempos de chuva.

Várias vias do Renascença II, a poucos metros da Avenida Colares Moreira, ficaram cobertas pela água. Ruas e calçadas ficaram submersas, carros foram arrastados pela correnteza, produzindo cenas dramáticas de pessoas tentando salvar o seu patrimônio.

Carro é empurrado em meio à correnteza: drama causado pela inundação nos arredores do Curso Wellington se repetiu pela 17ª vez

No Curso Wellington, repetiram-se os transtornos registrados há mais de 15 anos, sem que nenhuma providência tenha sido tomada até hoje, apesar das denúncias feitas pela imprensa e pelo empresário e deputado estadual Wellington do Curso (PP). Salas de aula e demais instalações do prédio foram invadidas pela água, resultando em mais prejuízos financeiros e danos a centenas de estudantes que se preparam para prestar concursos públicos e outros seletivos.

Sem drenagem, vias à margem da Avenida Colares Moreira ficaram completamente alagadas

Diante da inoperância das autoridades, o próprio Wellington enfrentou a tempestade e lançou-se na imensa lagoa que se formou em frente ao curso para resgatar pessoas que clamavam, desesperadas, por socorro, enquanto o carro que ocupavam era arrastado pela enxurrada.

Carros ficaram parcialmente cobertos pela água em frente a prédio no Renascença II, onde também não há escoamento

Segue vídeo com imagens dos estragos e do drama causado pelo temporal nos arredores do Curso Wellington do Renascença:

Seja o primeiro a comentar em "Curso Wellington do Renascença é inundado pela 17ª vez"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.


*