Deputado Wellington defende criação do Hospital da PM/Bombeiros e destina R$ 300 mil para construção da obra

0
Comentários


 A preocupação com o agente de segurança pública foi o argumento sob o qual o deputado estadual Wellington do Curso (PP) afirmou a sua defesa à implantação do Hospital da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros do Maranhão. O posicionamento foi feito durante audiência pública que aconteceu na Assembleia Legislativa e contou com a presença da deputada Valéria Macedo (PDT), que foi quem presidiu a audiência é é autora do projeto; do Coronel da Polícia Militar do Maranhão, Coronel Pereira; do Diretor de Saúde, Alberto Nasser; do presidente do Conselho Regional de Odontologia, Marcos Pinheiro; do Comandante Geral do Corpo de Bombeiros, Célio Roberto; do Subchefe de Estado maior da Polícia Militar, Cel QOPM Antônio Roberto dos Santos; além dos também deputados estaduais Eduardo Braide (PMN), Levi Pontes (PCdoB), Cabo Campos (DEM) e Vinicius Louro (PR).

A proposta quanto à criação do Hospital é levar o serviço de saúde para todos os militares ativos, inativos e dependentes.

“Fui militar por mais de 10 anos. Sei da responsabilidade que é usar uma farda. Hoje, o policial sai de casa e expõe a risco a própria vida para defender a sociedade. Infelizmente, o reconhecimento a tais profissionais ainda é mínimo se comparado à grandiosidade do que eles fazem por nós. Hoje, se o policial é baleado, por exemplo, ele é direcionado ao atendimento comum. Não é que sua vida tenha valor maior. Não, não é isso. No entanto, ele só foi baleado porque estava protegendo a população e é esse reconhecimento que o Hospital, caso implantado, trará aos nossos agentes de segurança pública. Eu não posso implantar um hospital, mas nos limites das minhas atribuições, farei a destinação de R$ 300.000,00 (trezentos mil reais) para auxiliar na construção dessa obra e, então, reconhecer esses heróis de farda que tanto fazem em prol de uma sociedade melhor e com menos violência. Além disso, conclamamos aos demais deputados que façam doação de suas emendas individuais. Se todos destinarem o mesmo valor totalizará 12 milhões e seiscentos mil reais de emendas parlamentares “, pontuou Wellington.

A ideia do Hospital da Polícia Militar é ofertar serviços de urgência e emergência, UTI, além de outros tipos de atendimentos médicos com várias especialidades com o serviço ambulatorial, laboratório de análises clínicas, fisioterapia, centro cirúrgico básico, serviço de enfermagem. O projeto já é realidade em outros estados como Pará, Piauí, Ceará, São Paulo e outros.

Atualmente existe o Centro Integrado de Assistência Médica e Social da Polícia Militar, que dispõe de alguns serviços com o consultório odontológico, médico, psiquiátrico e psicológico. Mas é necessário a ampliação dessa estrutura na saúde.

Seja o primeiro a comentar em "Deputado Wellington defende criação do Hospital da PM/Bombeiros e destina R$ 300 mil para construção da obra"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.


*