Deputado Zé Inácio afirma: “A saída são eleições diretas já”

0
Comentários
O deputado Zé Inácio utilizou o expediente na tribuna hoje (25) para falar sobre o “Ocupa Brasília”, mobilização articulada pelas centrais sindicais, a Frente Brasil Popular e a Frente Povo sem Medo. “O protesto mobilizou lideranças em todos os estados de nossa federação, não só militantes dos Partidos Políticos de Esquerda, mas, principalmente, lideranças do movimento social e do movimento sindical”, iniciou.
A mobilização reuniu todas as centrais sindicais do Brasil. “O momento em que o país vive é tão delicado que as centrais sindicais foram para a rua se manifestar, sobretudo, contra a reforma trabalhista, da Previdência, e contra o governo que, como é do conhecimento de todos, é ilegítimo porque tomou o poder através de um golpe”, afirmou.
Zé Inácio enfatizou que os meios de comunicação estão realizando um trabalho parcial, já que somente apresentam para o público o vandalismo que ocorre nos protestos. “Assim como em 1985, a população brasileira foi para as ruas e pediram as ‘diretas já’, mas a grande imprensa só noticia o vandalismo que ocorreu – e do qual as centrais sindicais também discordam -, para transmitir à opinião pública que aquelas pessoas que dilapidaram o patrimônio público eram militantes dos movimentos sociais, dos partidos de esquerda, das centrais sindicais; quando, na verdade, nós sabemos que não é”, disse.
O parlamentar também falou sobre a crise que ocorre dentro do próprio PMDB (partido do qual Michel Temer faz parte). “A declaração do senador Renan Calheiros, ontem, foi muito clara e chega até indiretamente a pregar a renúncia do presidente Temer, ou seja um governo que não tem apoio popular, não tem apoio congressual, e que acredita que pode se sustentar pelas Forças Armadas”.
Para o deputado, este é mais um grande equívoco do governo Temer. “Esta é uma demonstração clara de que o Congresso, sobretudo, no que passou nesses últimos dias, não tem condições políticas para eleger o sucessor de Temer. A saída são eleições diretas já, para que a população brasileira tome a decisão e defina quem deve seguir o rumo da nossa nação”, afirmou.
Zé Inácio destacou também a inconstitucionalidade do decreto assinado por Temer. “Diversos juristas se manifestaram dizendo que é absolutamente inconstitucional, depois da Constituição de 88, as Forças Armadas irem para a rua reprimir manifestações populares. ”, falou.

Seja o primeiro a comentar em "Deputado Zé Inácio afirma: “A saída são eleições diretas já”"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.


*