Eleições 2018: Por falta de projeto de poder no Maranhão, tucanos devem repetir chapa com os comunistas

0
Comentários

A recondução do vice governador Carlos Brandão no comando do PSDB maranhense foi um sinal que não deve mudar muita coisa para a eleição de 2018. A convenção do partido aconteceu, – domingo(07), no Rio Poty Hotel. O governador Flávio Dino(PCdoB) foi um dos convidados de honra do evento.  A presença do Dino foi um sinal positivo da possibilidade real na repetição da chapa que elegeu o comunista ao comando do Estado.

– Aqui, eu me sinto em casa. Podemos e devemos falar de futuro. É de minha vontade que o PSDB continue compondo chapa majoritária com o PCdoB. Estou muito feliz em estar aqui avaliando com vocês os avanços que este partido nos ajudou a construir no governo do Estado. O Brandão é um presidente eficiente. O PSDB continua em mãos eficientes e honradas. Espero que o PSDB continue crescendo em nosso estado – é um desejo sincero do meu coração – com toda minha gratidão e solidariedade – frisou Dino.

Duas coisas apontam para a possibilidade dos partidos ideologicamente antagônicos permanecerem juntos na eleição do próximo ano. Primeiro é o fato do presidente Carlos Brandão ser um eterno governista e também  dos tucanos não terem um projeto de poder no Maranhão.

“Foi um momento muito importante porque essa recondução nossa à presidência do partido deixa em mim uma satisfação grande pelo reconhecimento ao que vem sido desenvolvido pelo PSDB maranhense nos últimos anos. É um voto de confiança que foi dado a mim, mais uma vez, e eu me sinto com uma responsabilidade muito maior para continuar trabalhando no fortalecimento do nosso partido”, declarou Carlos Brandão,

 

 

 

 

Seja o primeiro a comentar em "Eleições 2018: Por falta de projeto de poder no Maranhão, tucanos devem repetir chapa com os comunistas"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.


*