Eleições 2018: reeleição de Flávio Dino atrapalha o projeto nacional do PCdoB de torná-lo liderança nacional da esquerda

0
Comentários

Ninguém duvida hoje, que depois do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva(PT) , a maior liderança da esquerda brasileira da atualidade é o governador do Maranhão Flávio Dino(PCdoB). Para que isso tenha acontecido Dino teve que fazer uma escolha à frente do executivo do Estado. Dá prioridade a um governo com perfil ideológico em detrimento da gestão propriamente dita. Lula quando foi presidente, mesmo com origens na esquerda, não fez um governo ideológico.

Dino assume o comando da campanha contra o impeachment

Quando Dino assumiu o comando da campanha contra o impeachment  da ex-presidente Dilma(PT) tinha por trás o projeto de torná-lo uma liderança nacional da esquerda. Quando falo da escolha em  apostar num governo ideológico quero dizer que o governo estadual poderia ter construído uma relação institucional com  o Governo Temer(PMDB). Mas preferiu o caminho do rompimento. Ou seja o projeto nacional dos comunistas é maior e mais importante do que o Maranhão.

E para concretizar esse o projeto de liderança nacional o maior empecilho na atual conjuntura é Dino  disputar a reeleição. Se ficar no Maranhão perde o time. Se perder o momento de ir para Brasília como senador da republica corre o risco de deixar passar o “cavalo selado” da conjuntura favorável de ocupar de fato vácuo da esquerda.

Pelo comportamento do governador é visível que ele tem um certo desconforto, mas tem o compromisso de disputar a reeleição. Mas é também notório  a falta de interesse em disputar um novo mandato. Dentro do projeto político de Flávio Dino estaria numa encruzilhada.  É como se o Maranhão tivesse ficado pequeno para  ele. Com isso ainda há dúvidas de fato se o governador vai mesmo disputar a releição ou o senado.

Não custa imaginar a possibilidade de Flávio Dino e Roseana disputando as duas vagas para o senado.

 

Seja o primeiro a comentar em "Eleições 2018: reeleição de Flávio Dino atrapalha o projeto nacional do PCdoB de torná-lo liderança nacional da esquerda"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.


*