Governo do Maranhão deve autorizar usina eólica no Parque Nacional dos Lençóis. Investimento de 1,5 bilhão de reais

O Maranhão vai ganhar um parque de geração de energia  elétrica  através do vento.  Serão 96 cata-ventos da empresa Ômega Energia que serão instalados no município de Paulino Neves, na Região do Lençóis Maranhenses. O investimento é de 1,5 bilhão de reais. A meta é produzir 220 megawatts, energia que dá para abastecer uma cidade com 700 mil habitantes. A meta da empresa é que o projeto seja concluído até o final de 2017.

A  chamada energia limpa que é gerada por esse tipo de fonte pode não ser tão limpa assim pelo fato das instalações ser dentro do Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses. Uma área de preservação permanente. Os ambientalistas estão preocupados com o impacto ambiental provocado pelas instalações das torres de geração de energia nas dunas dos lençóis.

O Governo do Maranhão, através da Secretaria de Meio Ambiente já criou uma comissão para analisar e emitir um parecer sobre estudo de impacto ambiental(EIA) e sobre o relatório de impacto ambiental(RIMA) elaborar o processo de avaliação e autorização para a instalação das torres de captação da força do vento que irá converter em energia. O secretário de meio ambiente Marcelo Coelho deve acompanhar de perto todo o processo que deve gerar bastante polêmica entre os ambientalistas.

Sema já criou a comissão para avaliar o EIA/RIMA

 

 

Seja o primeiro a comentar em "Governo do Maranhão deve autorizar usina eólica no Parque Nacional dos Lençóis. Investimento de 1,5 bilhão de reais"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.


*