Feirinha São Luís exalta riquezas culturais e gastronômicas nos 405 anos da capital maranhense

 

Feirinha São Luís exalta riquezas culturais e gastronômicas nos 405 anos da capital maranhense

Como parte da programação dos 405 anos de São Luís, a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento (Semapa), realizou a 13ª edição da Feirinha São Luís neste domingo (3). Apresentações marcantes do batalhão pesado do Boi da Maioba e reggae da banda Raiz Tribal animaram o público presente na Praça Benedito Leite. A gastronômia da Ilha, com seus pratos típicos, também agradou ao público que compareceu ao evento.
Nesta edição também se apresentaram, além da anfitriã Banda da Feirinha, o tambor de crioula do Mestre Amaral, a banda da Polícia Militar e o cantor Daffé e banda, com repertório de música popular brasileira (MPB).Ponto alto da gastronomia no evento, a Barraca do Chef recebeu neste domingo o cozinheiro Riba que reverteu toda a renda obtida com a venda das comidas às crianças da instituição Lar de José.
O titular da Semapa, Ivaldo Rodrigues se diz feliz com o sucesso de cada edição da Feirinha, que mostra a consolidação do projeto, que atrai turistas e gera renda para mais de 150 famílias. “A cidade abraçou a Feirinha São Luís, que agrega valor a diversos segmentos da sociedade, cada vez mais democrática. A proposta de reocupar o Centro Histórico aos domingos, conforme orientação do prefeito Edivaldo, é de grande responsabilidade”, destacou o secretário.
“Reunimos o melhor que tem em nossa terra, como nossas brincadeiras folclóricas, o artesanato, artes plásticas, a culinária peculiar, que agrega sabores do Norte e Nordeste, a produção agrícola, além da literatura, para valorizar os escritores e poetas”, frisou ainda o secretário da Semapa, Ivaldo Rodrigues.
A Feirinha São Luís já é o novo ponto de encontro das famílias e dos amigos na capital do Maranhão. A iniciativa gera a reocupação do Centro Histórico, a valorização da cultura, do turismo e da produção agrícola familiar.
CHEF
A proposta da Barraca do Chef é que a cada edição, seja apresentado um cardápio com a marca de cada profissional. Nas edições anteriores, nomes como Melquiades Dantas, Luciano Rosa, Cila Brandão, Juja, Danilo Dias, Thiago Ogro, Felipe Marques, Giuseppe Rocha, Paulo Coimbra e Crispim, conquistaram o público pelos sabores variados de seus pratos.
Nascida no Maranhão, Clarice Rocha Sampaio de 73 anos, mora atualmente no Ceará e sempre que volta pra sua terra, gosta de aproveitar a cultura e a culinária do Maranhão. “Nossa cidade é rica em cultura, nossas apresentações culturais são únicas, e constatar a valorização desse setor aqui nessa Feirinha é gratificante, além de poder comer um bom arroz de cuxá com torta de caranguejo, que morro de saudade, e comprar roupas de renda, tudo em um só lugar, é bom demais”, disse Clarice, que aprovou tudo o que viu.
Participam da Feirinha 11 polos da grande Ilha, que comercializam produtos diversos a preços competitivos, distribuídos em mais de 80 pontos de comércio, movimentando o turismo na capital. A feirinha reúne 29 barracas para venda de produtos agrícolas, 25 para artesanato, 14 de alimentação e 11 food trucks.
A iniciativa tem apoio do Governo do Estado, Citelum, reunindo órgãos municipais, Banco do Nordeste, Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), e Associação Comercial do Maranhão (ACM). Apoiam ainda o evento, o Senac, a Academia Maranhense de Letras, e a Arquidiocese de São Luís.

Be the first to comment on "Feirinha São Luís exalta riquezas culturais e gastronômicas nos 405 anos da capital maranhense"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*