Governo discute com criadores ações para a cadeia de suínos no Programa Mais Produção

0
Comentários
O Maranhão possui um rebanho suíno de 1.231.823 cabeças, onde as microrregiões da Baixada, Baixo Parnaíba e Itapecuru se destacam. Apesar do número expressivo, apenas 12% dessa produção é tecnificada. Para incentivar o crescimento, qualidade e patamar tecnológico dessa atividade, o Governo do Estado incluiu a suinocultura entre as cadeias produtivas fortalecidas pelo Programa Mais Produção.
Em reunião com criadores, órgãos de governo e instituições parceiras, a Secretaria de Agricultura, Pecuária e Pesca (Sagrima) discutiu as primeiras ações da cadeia e as demandas do setor. Criadores da Ilha de São Luís e outros municípios, como Santa Inês, Itapecuru e Balsas, Seu José Domingos é de Tajipuru, cria suínos há 8 anos, e possui hoje mais de 300 cabeças. Ainda não tinha participado de uma iniciativa de governo voltada para o setor e ficou satisfeito com as medidas anunciadas.
Vim pela primeira vez, acompanhei as discussões e agora vou estar mais envolvido. Se tudo der certo, todos vamos crescer muito”, disse.
Além da Sagrima, a Agência Estadual de Defesa Agropecuária (Aged), a Secretaria de Indústria, Comércio e Energia (Seinc), Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), sindicatos e empresas contribuíram na elaboração do plano de ações, que inclui a criação da Cooperativa dos Criadores de Suínos, o incentivo á implantação de abatedouros, promoção da suinocultura entre os agricultores familiares, com insumos e melhoria genética, entre outras medidas.
“Nosso esforço conjunto tem sido no sentido de dialogar com os produtores para encontrar fórmulas que privilegiem a atividade produtiva. O papel do Estado é dar apoio, por essa razão instituímos os Agropolos, o Sepab, o estímulo às várias cadeias produtivas, incluindo a suinocultura. Só teremos competitividade se agregarmos tecnologia, aprimorando nosso processo produtivo”, destacou o secretário da Sagrima, Márcio Honaiser.
Igualdade na tributação
Em janeiro, o governador Flávio Dino assinou o Decreto nº 32.595, que estabelece o pagamento antecipado de Imposto Sobre Mercadorias e Serviços (ICMS), nas estradas maranhenses, de gado suíno vivo ou abatido, bem como subprodutos derivados. Pela medida, o governador recebeu dos suinocultores maranhenses uma placa de reconhecimento.
Esse decreto torna a relação de mercado entre produtores locais e de outros estados mais equânime, garantindo a proteção aos produtores maranhenses, com incentivo a toda a cadeia produtiva de suínos no estado. A assinatura do decreto faz parte da ampla política de justiça fiscal promovida pelo Governo do Maranhão para impulsionar o desenvolvimento do estado.

Seja o primeiro a comentar em "Governo discute com criadores ações para a cadeia de suínos no Programa Mais Produção"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.


*