Júnior Verde discute melhorias no Transporte Alternativo com representantes da categoria

As discussões acerca das melhorias no serviço de Transporte Alternativo avançaram esta semana, durante reunião com o deputado estadual Júnior Verde (PRB) e representantes da categoria, no Plenarinho da Assembleia Legislativa. Os trabalhadores propõem alterações no Projeto de Lei nº 147/2016, do Governo do Estado, que dispõe sobre o sistema de transporte público no Maranhão.

O presidente do Sindicato dos Permissionários e Trabalhadores do Transporte Público Alternativo do Maranhão, Gabriel Ferreira, disse que o projeto do governo beneficia apenas o transporte convencional. “Ele visa unificar o sistema de transporte convencional com o complementar, e precisa ser revisto. Os itens que o governo enviou para esta Casa não vão beneficiar o transporte complementar. Por isso, queremos que sejam implantados os itens que beneficiam o transporte alternativo, que se encontra na Lei Nº 7736/2002, e assim, conjugar com a lei do transporte convencional, que é justamente o que o governo fez”, explicou.

O deputado Júnior Verde afirmou que é preciso discutir o projeto para que depois de sancionada a lei, a categoria não seja prejudicada. O texto já foi encaminhado à Assembleia Legislativa e será analisado pelos parlamentares.

“Vamos discutir o projeto de Lei 147, de autoria do poder executivo, que visa unificar o sistema de transporte no maranhão. Ele traz algumas mudanças no processo de licitação de concessão e tudo isto está sendo analisado em conjunto com a categoria. Assim que a Lei for sancionada, tem que ser cumprida, por isso, deve ser uma análise cuidadosa, para não prejudicar ninguém”, destacou o parlamentar.

Em todo o Maranhão, são mais de 1.400 permissionários do transporte alternativo, que fazem transporte de passageiros na região metropolitana de São Luís e entre cidades do interior do Estado e a capital.

Be the first to comment on "Júnior Verde discute melhorias no Transporte Alternativo com representantes da categoria"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*