Notícias da Câmara de São Luís

0
Comentários

Vereador Marcial Lima conduz debate sobre

obras do “Minha Casa, Minha Vida” em São Luís

Sair do aluguel e ter uma casa própria é o sonho de muitos maranhenses. Em São Luís, algumas dessas pessoas conseguiram realizar tal sonho por meio do programa “Minha Casa, Minha Vida”, do governo federal. No entanto, tais moradias viraram motivos de reclamação por parte daqueles que foram beneficiados com o programa federal. Problemas de infraestrutura, de segurança e transporte público atormentam quem mora nos condomínios Amendoeiras, Santo Antônio, Ribeira e Moradas do  Sol, localizados na zona rural da capital. E, com o objetivo de discutir medidas para solucionar tais situações, a Câmara Municipal de São Luís promoveu uma audiência pública na quinta-feira (18).

De autoria do vereador Marcial Lima (PEN), a audiência contou com a participação de vários órgãos e entidades: Secretaria de Estado de Cidades, Instituto de Colonização e Terras do Maranhão, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-MA), Polícia Militar e Conselho Comunitário de Defesa Social da Zona Rural de São Luís. Apesar de terem sido convidadas, a Prefeitura de São Luís e a Caixa Econômica Federal não mandaram representantes.

Em seu discurso, Marcial Lima apresentou os principais problemas sofridos por quem mora nesses condomínios da zona rural. Nessas áreas, a população reclama da falta de infraestrutura. Segundo os moradores, desde o momento em que os imóveis foram entregues, algumas residências possuem rachaduras. Além disso, é alto os índices de violência, faltam creches, escolas, postos de saúde e um transporte público eficiente, que deveriam ser proporcionados pela Prefeitura de São Luís e pelo governo do Estado.

“Nestes condomínios do ‘Minha Casa, Minha Vida’ não possuem lazer. Vamos cobrar que a prefeitura leve praças para estes condomínios. O sistema de transporte é outra problemática. As pessoas não conseguem sair de casa para ir para o emprego. Não existem creches. A insegurança toma conta já que a polícia tem dificuldades de ir a estes locais porque faltam vias de acesso. Temos que discutir isso e não vamos parar por aqui”, declarou o vereador do PEN.

Ao fim da audiência, ficou decidido a criação de uma comissão temporária para discutir a temática novamente.

Texto Da Assessoria do Vereador

——————————————————-

 

Fátima Araújo pede recapeamento

asfáltico para ruas da Vila Lobão

A vereadora Fátima Araújo protocolou junto à Mesa Diretora da Câmara Municipal alguns requerimentos solicitando que a Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria de Obras e Serviços Públicos (SEMOSP), dê continuidade ao recapeamento asfáltico de várias ruas do bairro Vila Lobão.

As vias começaram a ser reestruturadas em novembro do ano passado, mas em dezembro as obras foram paralisadas e apenas três ruas foram recapeadas, restando trinta, o que motivou o pedido da parlamentar.

Durante as sessões legislativas desta semana, os vereadores aprovaram as solicitações de recapeamento das ruas São Francisco de Assis, Afonso Salgado, Santa Terezinha, Rua da Jaqueira, Marly Sarney e Bacabal.

Fátima acredita que as obras de recapeamento serão retomadas no final do período chuvoso. “Devo me reunir com o secretário Antônio Araújo e reforçar as solicitações para que elas possam ser executadas imediatamente após as chuvas”, disse a vereadora.

A melhoria da infraestrutura de ruas e avenidas de São Luís é uma das principais bandeiras defendidas pela vereadora Fátima Araújo na Câmara Municipal.

 

Raimundo Penha cobra cumprimento de

acordo de revitalização para Vila Cristalina

O vereador Raimundo Penha (PDT) usou a tribuna da Câmara Municipal de São Luís para falar sobre a visita que fez à Vila Cristalina. Na oportunidade, o vereador acompanhou do secretário adjunto de Fiscalização/Blitz Urbana, Antônio Duarte, da Secretaria Municipal de Urbanismo e Habitação (Semurh). A rua fica próxima ao Shopping da Ilha.

Raimundo Penha cobrou o cumprimento imediato do acordo de urbanização da área, firmado entre a empresa Sá Cavalcante, comunidade e Prefeitura de São Luís. Penha observou que há expectativa dos moradores do bairro em obter estas melhorias tão esperadas por eles.

“A empresa Sá Cavalcante comprometeu-se com a comunidade em fazer melhorias na área quando da construção do Residencial Ilha Park, algo que nunca aconteceu. Na realidade temos verificado a forma desrespeitosa com que a Sá Cavalcante tem tratado os moradores da região, pois, sequer cumpriu o acordo firmado com moradores para realização das melhorias em suas residências”, ressaltou Penha.

O vereador ouviu os moradores da área para saber quais são suas petições e o que esperam da obra. “Ver o local onde moram revitalizado é um sonho antigo dos moradores. Nosso papel é cobrar que o acordo seja cumprido e que a urbanização na área, de fato possa trazer melhores condições de vida aos moradores”, afirmou.

Penha identificou como prioridades a urbanização da Rua Eletronorte, remoção de um poste que está sem utilização por parte da Companhia Energética do Maranhão-CEMAR e as melhorias nas unidades habitacionais dos moradores.

O vereador demonstrou indignação com o que ele diz ser um tratamento desleal dispensado aos moradores da rua pela empresa Sá Cavalcante. “Quando um grande empreendimento vem para a nossa cidade, a gente espera que ele traga desenvolvimento sustentável. Não consigo compreender como se constrói um shopping, um condomínio com mais de 21mil metros quadrados e não se olha para a comunidade vizinha, sofrendo na lama, com as casas caindo”, disse o parlamentar.

Texto: Da Assessoria do Vereador

—————————————————

 

Praça do Esporte na Cidade Operária é

solicitada pelo vereador Pavão Filho

 

A Câmara Municipal de São Luís aprovou o requerimento nº 298/2017, de autoria do Vereador Pavão Filho (PDT), solicitando ao Prefeito Edivaldo Holanda Júnior, a

Construção da “Praça do Esporte” no bairro da Cidade Operária. No local ele sugere que o mesmo disponha de calçadão para realização de caminhadas, equipamentos de academia ao ar livre e quadra poliesportiva. O referido espaço esta situado na ciclovia 102, que separa a Unidade 101 da Unidade 103, conhecida como Ciclovia do Peixe.

 

Segundo o parlamentar social democrata, “a  construção de uma praça na localidade, significa transformar esse espaço subutilizado em um  local apropriado  para práticas esportivas e de lazer, assim como, para realizações de  eventos culturais, religiosos e ações de cunho social”

 

A “Praça do Esporte” contribuirá para o embelezamento do bairro e preservação do meio ambiente, através da arborização e ajardinamento, servindo como  espaço para usufruto coletivo o que acontecerá em consonância com as próprias necessidades e desejos da comunidade da Cidade Operária.

RECUPERAÇÃO DE AVENIDA

Outro pleito de Pavão Filho, por meio de aprovação de requerimento solicita que Governo do Estado e Prefeitura Municipal estabeleçam parceria pela recuperação e pavimentação asfáltica da Av. dos Agricultores, que cruza os bairros Residencial José Reinaldo Tavares, Cidade Olímpica, Residencial Nestor e Sarney Costa.

Segundo o vereador do PDT, a via possui mais de 3km e a sua recuperação melhorará o acesso aos bairros citados, além de “benefícios para essas quatro comunidades”, completa ele. Aproveitando o momento, ele lembra que o mesmo pedido já havia sido feito em 2016, através da indicação nº 231/16.

 

“Na qualidade de legítimo representante dessas comunidades, solicito a sua especial atenção ao pleito ora formulado, atendendo a permanentes solicitações de seus moradores”, observou Pavão Filho.

Seja o primeiro a comentar em "Notícias da Câmara de São Luís"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.


*