Pecuaristas discutem a exportação de bovinos em Audiência Pública na AL

A Assembleia Legislativa  em parceria com a Federação de Agricultura e Pecuária do Maranhão –  Faema realizaram Audiência Pública para discutir  o futuro da pecuária maranhense e a Exportação de boi em pé pelo Complexo  Portuário do Itaqui. O embarque bem-sucedido realizado pelo Porto do Itaqui, em novembro do ano passado, abriu mais uma oportunidade de negócios para a pecuária maranhense e motivou o debate, promovido pela Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Maranhão, após requerimento de audiência do deputado César Pires(DEM).

16ad115507783966f444c51e15e5cb10

Presidente da Faema, Raimundo Coelho, fez a mobilização dos pecuaristas e a abertura do evento.

O presidente da Faema, Raimundo Coelho, fez abertura do evento que teve a participação do Governo do Estado, através dos secretários Márcio Honaiser, agricultura,Simplício Araujo, indústria e comércio e Ted Lago pela Emap.

Para o presidente da Associação Brasileira dos Exportadores de Bovinos e Bubalinos, Adriano Caruso, a exportação de bois vivos é uma demanda internacional. “É uma questão de abertura de mercado, de necessidade de mercado. É uma oportunidade para o produtor rural porque abre novas oportunidades de oferta e de venda, além de investimentos em diversos setores, como a melhoria genética e uma série de setores que podem ser beneficiados”, explicou.

fc5aa3db5b3da0e6d0b23dc0c4424f31

Criadores presentes no evento

A sanidade do gado maranhense, certificado como livre de febre aftosa com vacinação e com recorde de cobertura vacinal de 98,04% viabiliza essa nova operação comercial. Sobre essas operações, o secretário de Indústria e Comércio, Simplício Araújo, enfatizou que no conjunto de ações executadas pela pasta, há um esforço para a abertura de novos mercados aos empreendedores do Maranhão e a exportação de boi em pé, vem sendo uma das alternativas comerciais a ser disponibilizada ao produtor maranhense.

“Nós temos muitos diferenciais que podem posicionar o Maranhão para a exportação de boi em pé. Por isso, o governo Flávio Dino tem discutido com os atores da cadeia produtiva da carne, pois entende-se que a exportação de boi em pé pode abrir novos mercados, e gerar emprego e renda para nosso estado”, disse.

O evento teve transmissão ao vivo pela Tv Assembleia

O evento teve transmissão ao vivo pela Tv Assembleia

O Diretor da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Pará (FAEPA), Guilherme Minssen, relatou a experiência paraense na exportação de boi em pé e o impacto dessa atividade no estado, como uma demonstração da importância econômica.

Em sua apresentação, o secretário de Agricultura, Pecuária e Pesca, Márcio Honaiser, falou do trabalho realizado pelo Sistema Estadual de Produção e Abastecimento e das ações voltadas para a cadeia da carne e do couro, que inclui a construção de matadouros regionais, permitindo, também, a maior oferta de carne processada de qualidade para os mercados interno e externo.

5578d620ad5db1c29fde6d8a208b30dbPara ele, o estado tem condições de exportar animais vivos e carne processada, de forma equilibrada com o abastecimento interno. “A carne processada agrega valor e gera emprego e renda, mas há, também, um nicho de mercado para o boi vivo. O Maranhão hoje está criando mais essa oportunidade aos nossos criadores, que deve ser trabalhada com segurança e planejamento. Temos 7,8 milhões de cabeças de gado e é possível um equilíbrio entre consumo interno e exportação para outros estados e países”, ressaltou.

Com informações da Secom

Be the first to comment on "Pecuaristas discutem a exportação de bovinos em Audiência Pública na AL"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*