Wellington convida professores e a população para debater, em Audiência Pública, os avanços e retrocessos na educação pública no Maranhão

A Audiência Pública que será realizada nesta segunda-feira (08), a partir das 09h00, no auditório Plenarinho da Assembleia Legislativa tem o objetivo de discutir a situação da educação pública do Maranhão, com a atenção voltada tanto para as escolas municipais quanto estaduais. Após ouvir professores, solicitando a Audiência Púbica, o deputado Wellington do Curso (PP) que irá presidir, afirmou que será um grande encontro para tratar de um dos assuntos mais importantes nos dias de hoje, a educação.
A Audiência contará com a presença da Promotoria Especializada na Educação; da Secretaria de Estado da Educação; Secretaria Municipal de Educação; dos Conselhos do FUNDEB, de Educação e da Alimentação Escolar, além de professores e estudantes.
Em seu discurso, na tribuna da Assembleia Legislativa, na última semana, o parlamentar fez o convite para todos os deputados e destacou um dos seus projetos na educação, como “De olho nas escolas”.
“O convite está feito para todos os meus amigos parlamentares, será de grande valia tratarmos deste assunto de grande relevância para a nossa cidade, e para todo o nosso Maranhão. Quanto educador, não posso aceitar essa situação que se encontra a educação do Maranhão. Nós precisamos de qualidade na educação pública. Enquanto não fizermos nada, quem sofre, é o povo. Preocupado com a situação, um dos nossos projetos apresentados na Assembleia com foco na educação, tem o objetivo de fiscalizar e contribuir com a educação do nosso Estado, com o Projeto ‘De olho nas escolas’, onde visitamos e conhecemos a realidade desses locais. Sabemos dos desafios que ainda devem ser superados, denunciamos, fiscalizamos e vamos em busca de soluções. Tudo em busca da qualidade na educação pública”, disse Wellington.

Seja o primeiro a comentar em "Wellington convida professores e a população para debater, em Audiência Pública, os avanços e retrocessos na educação pública no Maranhão"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.


*