Eleição 2018: Roseana sofre da mesma síndrome que enterrou a candidatura de Luis Fernando em 2014

Eleição 2018: Roseana sofre da mesma síndrome que enterrou a candidatura de Luis Fernando em 2014

A pré-campanha de Roseana Sarney(PMDB) sofre da mesma síndrome que enterrou a candidatura de Luís Fernando Silva em 2014, e forçou o lançamento -, de última hora, o suplente de senador Edinho Lobão(PMDB) como candidato. A unidade  no Grupo Sarney seria o “cavalo selado” que Roseana tanto espera para lançar seu nome para disputa ao Governo do Maranhão na eleição do próximo ano. Não cabe mais dentro de um só projeto de poder as aspirações de vários grupelhos que se dividiu o grupo, influenciando a perda da hegemonia.

Com os interesses divididos entre filhos e netos, inviabiliza a unidade do Grupo Sarney

Hoje não é só mais as subdivisões entre os senadores João Alberto, Edson Lobão e Sarney. Tem os interesses estendidos aos filhos e netos dessa geração.

Essa falta de unidade  dentro do grupo em torno de um projeto único -, vem criando uma insegurança política,  dificultando adesões. No outro lado da disputa, o governador Flávio Dino(PCdoB) vem fazendo o dever de casa, costurando alianças políticas estratégicas -,  formando uma coalizão imbatível em 2018 no projeto de releição.

Martin Varão

Martin Varão

Martin Varão é técnico agrícola e eletrotécnica pelo IFMA. Graduado em jornalismo pela Universidade Federal do Maranhão. Começou a trabalhar profissionalmente em 1992 na Tv São Luís/RedeTv. Depois passou por emissoras como Tv Difusora/SBT, onde exerceu as funções de repórter, editor-chefe e apresentador do Maranhão Rural por 10 anos). Na Tv Cidade/Record foi editor-chefe, repórter e apresentador do Programa Maranhão Empreendedor. Mantém o blog desde novembro de 2012. Contato: zap (98) 98470 0727

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *