Em coletiva, Dino aponta quadro de estabilidade da Covid-19 no Maranhão

Em coletiva, Dino aponta quadro de estabilidade da Covid-19 no Maranhão

Em nova entrevista coletiva virtual, na manhã desta sexta-feira (3), o governador Flávio Dino alertou à população e aos jornalistas que, apesar do quadro de estabilidade que o estado passa, é possível que os boletins apontem um pequeno crescimento no número de casos de Covid-19 nas próximas semanas. O governador explica que, por se tratar de um comportamento padrão da doença, que tem sito registrado pelo mundo, o Estado está pronto para agir com rapidez e precisão e que a colaboração de todos é imprescindível.

Diante de gráficos e pesquisas, Dino explicou que o Maranhão vivência atualmente um quadro de estabilidade da doença. “Se fosse definir em uma palavra a situação do coronavírus, nós definíramos pelo termo estabilidade. É a situação que nós temos no momento. Ou seja, nós nem temos, nesse instante, uma tendência de agravamento ou de nova aceleração no que se refere a pandemia em níveis expressivos, tão pouco temos uma tendência de nos livramos do problema”, pontuou.

Ainda que os números positivos sejam animadores – o Maranhão tem a menor taxa de contágio do país, taxa de mortalidade inferior à média nacional e número de recuperados três vezes maior que de casos ativos – o governador alerta que é preciso sempre ter atenção. O inimigo segue rondando e ainda não é completamente conhecido.

“Precisamos olhar nesse momento com muitas exatidão, muitas transparência, como eu sempre faço, com muito senso de verdade: nós temos um quadro de estabilidade, mas temos riscos”, ponderou, durante a coletiva.

Segundo ele, se de fato o Maranhão seguir exemplo de demais lugares onde há quedas seguidas de pequenos crescimentos, já é possível identificar possíveis causa. Ele elencou: o aumento do número de testagem tanto pela rede estadual, quando pelas municipais – previsto para os próximas semanas, a depender do repasse do Ministério da Saúde; as viagens oriundas de estados principalmente do sul e sudeste, que experimentam uma elevação na curva de contágio neste momento – o que é normal, como bem fez questão de defender Dino: “o Maranhão não é isolado”; e o restabelecimento gradual de atividades comerciais, que implicam em convivências sociais

“O que define nesse instante o rumo dessa batalha são dois aspectos. Em primeiro lugar as medidas assistenciais, em relação as quais estamos mantendo muita vigilância, temos hoje oferta segura e tranquila de leitos, e as regras sanitárias. Esses são os dois eixos que a gente precisa zelar nesse momento”, pontuou Dino. É ação firme do Estado, aliado ao cumprimento de todos as normas sanitárias estabelecidas (como o uso de máscaras e o respeito às distâncias sociais), que vão garantir que o Maranhão siga atravessando à pandemia de maneira menos danosa, como tem ocorrido.

Martin Varão

Martin Varão

Martin Varão é técnico agrícola e eletrotécnica pelo IFMA. Graduado em jornalismo pela Universidade Federal do Maranhão. Começou a trabalhar profissionalmente em 1992 na Tv São Luís/RedeTv. Depois passou por emissoras como Tv Difusora/SBT, onde exerceu as funções de repórter, editor-chefe e apresentador do Maranhão Rural por 10 anos). Na Tv Cidade/Record foi editor-chefe, repórter e apresentador do Programa Maranhão Empreendedor. Mantém o blog desde novembro de 2012. Contato: zap (98) 98470 0727

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *