Famem defende barreiras sanitárias e restrições a ônibus interestaduais

O presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão, Erlanio Xavier, vai solicitar ao governador Flávio Dino que por meio de decreto proíba a entrada no estado de ônibus interestaduais com origem em lugares onde haja casos diagnosticado do novo coronavírus. A medida restritiva visa reduzir a circulação do Covid-19 em território maranhense.

“A ideia é que sejam montadas barreiras sanitárias nas BRs dos municípios que fazem fronteira com estados que possuam casos comprovados de pessoas que contraíram o novo coronavírus. Essa é uma precaução que devemos tomar para conter o avanço dessa doença em solo brasileiro, a fim de evitarmos o estágio de transmissão comunitária”, esclareceu o presidente da entidade municipalista. Segundo o presidente a barreira seria constituída por equipes da Vigilância Epidemiológica e Sanitária do estado com amparo da Polícia Rodoviária Federal. A ação integraria ainda agentes da vigilância fitossanitária do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. 

Prefeitos de municípios localizados na fronteira com outros estados manifestaram preocupação com o potencial de contágio que o transporte terrestre pode causar. Embora muitos dos passageiros não tenha como destino final estes municípios, geralmente utilizam serviços de restaurante ou rodoviária, o que se constitui em uma ameaça de propagação do novo coronavírus.

About the Author

Martin Varão
Martin Varão é técnico agrícola e eletrotécnica pelo IFMA. Graduado em jornalismo pela Universidade Federal do Maranhão. Começou a trabalhar profissionalmente em 1992 na Tv São Luís/RedeTv. Depois passou por emissoras como Tv Difusora/SBT, onde exerceu as funções de repórter, editor-chefe e apresentador do Maranhão Rural por 10 anos). Na Tv Cidade/Record foi editor-chefe, repórter e apresentador do Programa Maranhão Empreendedor. Mantém o blog desde novembro de 2012. Contato: zap (98) 98470 0727

Be the first to comment on "Famem defende barreiras sanitárias e restrições a ônibus interestaduais"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*