Sedes deve sofrer mudanças na segunda fase da mini reforma do governo…

Sedes deve sofrer mudanças na segunda fase da mini reforma do governo…

A  Secretaria de Desenvolvimento Social é a segunda ‘jóia da coroa’ mais disputada e valiosa pelos políticos entre as pastas do Governo Flávio Dino. A primeira foi a Secretaria de Cidades que lida diretamente com os municípios, que ficou com o deputado federal Márcio Jerry(PCdoB) na primeira mexida, no incio de janeiro.

Tudo leva a crer – pela movimentação dos bastidores, que a Sedes deve mudar de comando na segunda mini-reforma do Governo-  previsto o início de  fevereiro. Sobre a Sedes tem duas hipóteses: – se continuar sobre o comando do PDT é bem provável que o titular Márcio Honaiser(PDT) retorne as suas funções de deputado na Assembleia. Em seu lugar o mais cotado seria o ex-prefeito Edivaldo Holanda Júnior(PDT).

Se a Sedes continuar no comando do PDT a troca aconteceria dentro do partido. Edivaldo usaria a pasta para estadualizar o nome para ser mais uma opção dos pedetistas para 2022…

Se acirrar ainda as disputas políticas dentro do grupo é provável que a Sedes tenha outro rumo. Pretendente é o que não falta. Mas a ideia geral na classe política é utilizar o potencial social e eleitoral que a pasta tem.  É unanimidade entre os políticos que  a pasta vem sendo subutilizada.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *