IPTU PMSL

SEMOSP

Sem grupo e com partido nanico,  Braide continua achando que pode incarnar o perfil de candidato  outsiders  na eleição de 2018

Sem grupo e com partido nanico, Braide continua achando que pode incarnar o perfil de candidato outsiders na eleição de 2018

Quando saiu do zero para o segundo turno na eleição 2016  de São Luís, o deputado Eduardo Braide(PMN) reuniu a imprensa numa coletiva no Hotel  Praia Mar para anunciar  um caminho solo que se perderia no desenrolar da campanha.

Mesmo com perfil de político tradicional, Braide quer se apresentar como outsiders

Em algum momento, Braide confundiu  sua  ascensão meteórica, achando que poderia incarnar  uma espécie de  outsiders na eleição. Na coletiva falou grosso dizendo que não queria apoio político de ninguém.  Só que esqueceu de observar um detalhe. Seu perfil de político tradicional não se encaixava com o que tinha proposto na entrevista.

Braide perdeu a oportunidade de fazer uma oposição pontual AL e crescer na disputa para 2018

Mesmo assim com votação que teve em São Luís poderia ser um nome ascendente para se credenciar na disputa ao Governo do Estado em 2018. Por conveniência -, não soube ou não quis,  aproveitar o palanque do mandato para crescer na oposição ao Governo Flávio Dino(PCdoB) na Assembleia Legislativa. Teve uma atuação parlamentar de altos e baixos, sem brilho e consistência. Apenas alguns lampejos.

Braide, ensaiou alguns lampejos de oposição. Se perdeu nas conveniências da AL

Sem grupo e com partido nanico, Braide não tem condições políticas de pavimentar uma candidatura ao Governo. Talvez o caminho natural seja tentar voltar a renovação do mandato de deputado estadual, contando com os votos que teve na Grande São Luís.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.