Em reunião com quilombolas, prefeitos de Bacabeira e Santa Rita e DNIT definem retomada da duplicação da BR-135, após pandemia do novo coronavírus

Em reunião com quilombolas, prefeitos de Bacabeira e Santa Rita e DNIT definem retomada da duplicação da BR-135, após pandemia do novo coronavírus

Os prefeitos Hilton Gonçalo e Fernanda Gonçalo estiveram reunidos virtualmente nesta quarta-feira (12), com os representantes de 10 comunidades quilombolas da região, assim como com o General Santos do Filho do DNIT e o procurador federal Hilton Lopes para discutir a retomada das obras de duplicação da BR-135, após a pandemia do novo coronavírus.

A reunião foi proveitosa e ficou definido que assim que as autoridades sanitárias autorizarem, as obras de duplicação do trecho que compreende a saída de Bacabeira e a entrada de Santa Rita vão ser retomadas.

Esse trecho da BR-135, possui 17 km e como não afeta diretamente as comunidades quilombolas, não foi feita nenhuma aversão por parte dos líderes quilombolas.

Hilton Gonçalo fez questão de frisar que qualquer obra e avanço da obra, só deve ocorrer após uma situação que garanta segurança em relação ao surto do novo coronavírus. A prefeita Fernanda Gonçalo também fez fala no mesmo sentido.

Ambos tem adotados medidas para enfrentar o novo coronavírus, tanto em Santa Rita quanto em Bacabeira.
Todos consideram um grande avanço, o resultado final da reunião, afinal existe uma grande expectativa para conclusão das obras de duplicação da BR-135.

Martin Varão

Martin Varão

Martin Varão é técnico agrícola e eletrotécnica pelo IFMA. Graduado em jornalismo pela Universidade Federal do Maranhão. Começou a trabalhar profissionalmente em 1992 na Tv São Luís/RedeTv. Depois passou por emissoras como Tv Difusora/SBT, onde exerceu as funções de repórter, editor-chefe e apresentador do Maranhão Rural por 10 anos). Na Tv Cidade/Record foi editor-chefe, repórter e apresentador do Programa Maranhão Empreendedor. Mantém o blog desde novembro de 2012. Contato: zap (98) 98470 0727

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *