Programa ‘Nosso Centro’ vai estimular novos negócios no Centro de São Luís…

Programa ‘Nosso Centro’ vai estimular novos negócios no Centro de São Luís…

Além de fomentar a tecnologia da informação e a economia criativa, o Programa Nosso Centro também irá estimular a instalação de centros de pesquisa e empresas de negócios

Na tarde desta quarta-feira (27), o secretário das Cidades e Desenvolvimento Urbano (Secid), Marcio Jerry, e o secretário de Cultura, Anderson Lindoso, entregaram as  chaves de um casarão no Centro Histórico de São Luís a um adotante do patrimônio histórico. O prédio, localizado na rua da Palma, abrigará o Instituto de Estudos Sociais e Terapias Integrativas (Iest), iniciativa que realiza e apoia a implementação de projetos, eventos, ações, programas e pesquisas na área de desenvolvimento humano, econômico, organizacional e social.

De acordo com Márcio Jerry, todas as ações do Nosso Centro tem uma dimensão participativa e de corresponsabilidade. “O resultado desse trabalho é um ganho social muito grande, pois ao mesmo tempo que o Governo incentiva a moradia e a circulação de pessoas no Centro, automaticamente promove a preservação do patrimônio e também dinamiza a economia gerando trabalho e renda, além de fortalecer as parcerias em prol do patrimônio cultural do nosso Estado”, destacou Márcio Jerry.

O presidente do Instituto de Estudos Sociais e Terapias Integrativa (Iesti), economista e ex-prefeito de São Luís, Aziz Santos, declarou que a ação do Governo do Estado configura uma medida essencial para a valorização do Centro Histórico da capital.

“Ao mesmo tempo que promove o desenvolvimento sustentável, atraindo novos empreendimentos e negócios, dinamiza a economia, gerando receita e oportunidades na área Central da cidade”, elogiou, Aziz Santos, durante a entrega.

Além do secretário Jerry e de Santos, participaram da entrega o secretário da Cultura, Anderson Lindoso, e demais técnicos da Secid.

“O Nosso Centro tem investimentos sustentáveis e corretos, para que possamos fazer desse local um local de habitação, um local de trânsito de pessoas e, com ele, possamos revitalizar e sustentar cada vez mais essa região tão importante da nossa cidade”, afirmou o secretário de Cultura, Anderson Lindoso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *