Plenário avalia situação do ensino superior no Brasil

Plenário avalia situação do ensino superior no Brasil
O Plenário da Câmara dos Deputados promoveu, nesta terça-feira (15), um debate sobre a situação das universidades públicas, dos institutos federais e do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) no Brasil. O pedido foi feito pelo deputado Bacelar (Podemos-BA), que alertou para a situação de restrição orçamentária que ameaça a existência dessas instituições.
 
O CNPq não pode ter seu orçamento reduzido, a ponto de pesquisadores precisarem interromper os seus trabalhos. A situação é grave e merece todo o nosso cuidado, empenho e atenção”, destacou o deputado.
 
O programa Future-se, lançado pelo Ministério da Educação com o intuito de atrair investimentos privados para as universidades, foi alvo de diversas críticas por ameaçar o caráter público e gratuito do ensino superior no Brasil, tanto do próprio Bacelar, que o classificou como “impreciso, vago e cheio de lacunas”, como do estudante Pedro Gorki, presidente da União Brasileira de Estudantes Secundaristas (UBES), que sustentou que o projeto como “ataca a autonomia universitária”.
 
Líder estudantil, Gorki disse o grito da rebeldia da juventude é para preservar o direito à educação como “política pública fundamental, não somente para nossa vida, mas para a construção de um País democrático e desenvolvido”.
 
“Suicídio da República é não ouvir a voz de jovens como eu que, cotidianamente, nas escolas e universidades brasileiras, têm um único desejo: desenvolver a nossa vida, mas sobretudo desenvolver o nosso País. Escutem os estudantes”, pediu o presidente da UBES.
 
O movimento estudantil também foi defendido pelo deputado federal Márcio Jerry (PCdoB), ex-professor da Universidade Federal do Maranhão. Segundo o parlamentar, os protestos pela educação no primeiro semestre deste ano foram importantes para pautar o debate político, mas é preciso que espírito de mobilização seja permanente. “Além dos cortes, nós temos previsões sombrias para o orçamento do próximo ano. Temos também a incapacidade gerencial do governo Bolsonaro para aplicar o pouco recurso disponível”, criticou.
 
Autor de um Projeto de Lei que tramita na Casa para impedir cancelamento de bolsas de pesquisas de pós-graduação em andamento no Brasil, Márcio Jerry afirmou que a bandeira da educação, que ele defendeu ainda nos anos 1980, quando era um universitário, segue mais atual do que nunca. “Nós temos uma grave crise no país e um ataque sistemático contra a educação em todos os níveis, contra a pesquisa, contra a ciência, contra as universidades, contra os institutos de educação”, completou.
Martin Varão

Martin Varão

Martin Varão é técnico agrícola e eletrotécnica pelo IFMA. Graduado em jornalismo pela Universidade Federal do Maranhão. Começou a trabalhar profissionalmente em 1992 na Tv São Luís/RedeTv. Depois passou por emissoras como Tv Difusora/SBT, onde exerceu as funções de repórter, editor-chefe e apresentador do Maranhão Rural por 10 anos). Na Tv Cidade/Record foi editor-chefe, repórter e apresentador do Programa Maranhão Empreendedor. Mantém o blog desde novembro de 2012. Contato: zap (98) 98470 0727

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *