“Venho pelo Maranhão, pelo Nordeste e pela Amazônia – a nossa tarefa não é pequena”, Dino chega ao PSB com discurso de candidato a presidente da república…

“Venho pelo Maranhão, pelo Nordeste e pela Amazônia – a nossa tarefa não é pequena”, Dino chega ao PSB com discurso de candidato a presidente da república…

O governador assinou hoje a ficha de filiação ao Partido Socialista Brasileiro – PSB. Num evento nacional do ‘Partido da Pomba’, Dino reclamou que certo setores da esquerda teriam dito que sua ida para o PSB seria apenas um projeto eleitoreiro e pessoal  de levar o partido para um aliança com PT. Sem citar o ex-presidente Lula(PT), focando todo discurso no Bolsonaro, o governador do Maranhão se apresentou ao partido de Miguel Arraes como virtual candidato a presidente da república.

“A eleição de 2022 não é uma eleição qualquer. Será um plebiscito. Entre aqueles que querem a continuidade da democracia com o povo. E o projeto de extermínio nacional e popular, de destruição da nação. Que é isso que estamos vendo. Nós não podemos cometar erros”, Dino sinaliza para o projeto nacional.

Em nenhum momento do discurso, Flávio Dino cita uma  eventual candidatura ao senado.

 

“Venho pelo Maranhão, pelo Nordeste e pela Amazônia. Chegando ao PSB, a nossa tarefa não é pequena. Por mais absurdo que seja, Bolsonaro será candidato a releição. Por sobre uma pilha de tragédias. Nada de positivo a apresentar. Obras não há. Somente nessa semana eu vou inaugurar  8 escolas. Eu inauguro por semana mais escolas do que o Bolsonaro inaugura num ano. Derrota-lo não é tarefa de poucos, não é tarefa de muitos. É tarefa de todos. Para isso nós temos que nos unir. É isso que nos propomos aqui hoje”, finalizou Dino.

Outro destaque foi a filiação do deputado federal Marcelo Freixo que saiu do  PSol para ser candidato a governador do Rio de Janeiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *