Weverton busca solução para reincluir mais de 200 mil famílias na tarifa social de energia…

Weverton busca solução para reincluir mais de 200 mil famílias na tarifa social de energia…

Senador maranhense pediu ao ministro da Cidadania que prorrogue o cadastro do NIS, o que garantirá a inclusão desses cidadãos no programa tarifa social da energia elétrica, garantindo algo em torno de 65% de desconto nos custos da luz elétrica no interior maranhense

 

Weverton Rocha com Gil Cutrim e Cléber Verde no encontro com o ministro João Roma

O senador Weverton Rocha (PDT) apresentou ao ministro da Cidadania, nesta quinta-feira, 22, solução para a situação de pelo menos 246 mil famílias maranhenses que estão com o NIS vencido.

O NIS é o principal pré-requisito para inclusão na tarifa social de energia elétrica, o que garante desconto de até 65% nas contas de luz.

– Hoje no Maranhão a situação está preocupante. 246 mil pessoas estão com o NIS vencido. Isso é um problema, já que por meio dele é feito o acesso à Tarifa Social – afirmou Weverton, que pediu ao ministro uma forma de garantir a inclusão dessas famílias.

– A ideia é que o Ministério faça um termo de cooperação com a Equatorial para que a empresa possa ajudar os municípios a incluir nos cadastros os números das contas de energia. Assim, poderemos atender mais de 200 mil famílias que não estão tendo acesso ao benefício – ressaltou.

No início da semana, o senador pedetista reuniu-se com diretores da Equatorial Energia, empresa que fornece luz elétrica ao Maranhão; e ouviu deles sugestões para garantir acesso da maior parte dos maranhenses à tarifa social de energia elétrica.

E prometeu tratar dessas questões em Brasília.

Foi a partir das informações da Equatorial que Weverton procurou o ministro da Cidadania, acompanhado dos deputados federais Gil Cutrim (PDT) e Cléber Verde (PRB).

Na reunião com João Roma, o senador denunciou também o corte ilegal de energia elétrica mesmo no período de pandemia. E mesmo com lei já aprovada impedindo os cortes em vésperas de feriados e de fins de semana.

– Eu denunciei por conta do decreto da ANEEL que suspende todos os cortes de energia até o final de junho. A empresa Equatorial entrou em contato conosco. Fizemos uma reunião longa e após este encontro, tivemos a iniciativa, junto com a bancada federal maranhense, de trazer ideias e solicitações frutos da nossa conversa – explicou.

Um exemplo do corte irregular se deu no povoado São João do Rosário, no município de Rosário, em que uma família de baixa renda foi vítima do corte de energia.

Segundo o senador, todas as demandas apresentadas pelos representantes da bancada maranhense foram recebidas pelo ministro.

Fonte: Deça

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *